Unoesc

Notícias › Eventos

Mais de 180 estudandes participam de encontro Estadual do Pibid

Por: Bruna Santos de Andrade
27 de Julho

Um grupo de professores e 185 estudantes da Unoesc participaram nesta semana do II Encontro Estadual do PIBID, realizado na Univali em Itajaí. Tanto os professores quanto os estudantes participantes são bolsistas e desenvolvem projetos em escolas públicas por meio do PIBID, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência, mantido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).
O grupo participou conferências, mesa redondas e reuniões, além de realizar 17 oficinas de vivências, em que apresentaram experiências realizadas em escolas de sete cidades: Campos Novos, Capinzal, Joaçaba, Videira, Xanxerê, Maravilha e São Miguel do Oeste. Ao total, alunos e professores de 16 instituições de ensino superior catarinenses participaram do II Encontro Estadual do PIBID, com objetivo de socializar processos, procedimentos, produtos e abordagens pedagógicas e científicas resultantes das atividades desenvolvidas por meio do PIBID.
– As possibilidades de interação entre os subprojetos apresentados pelas instituições e as palestras oportunizaram aos bolsistas participantes novos aprendizados e avaliação da prática no processo de inserção nas unidades escolares. Da mesma forma, as interações com outros participantes oportuniza conhecer outras estratégias e ampliar a rede de contatos – avalia a coordenadora geral do PIBID na Unoesc, professora Regina Oneda Mello. O Vice-reitor Acadêmico da Unoesc, professor Nelson Santos Machado, também participou do encontro.

O PIBID NA UNOESC

A Unoesc iniciou neste ano 16 projetos que envolvem mais de 300 alunos e beneficiarão 60 escolas públicas, municipais e estaduais, de 12 municípios localizados desde a região Meio-Oeste até o Extremo-oeste de Santa Catarina. São projetos com duração de até quatro anos e que são desenvolvidos com recursos do PIBID. As escolas são de Videira, Fraiburgo, Joaçaba, Herval do Oeste, Luzerna, Campos Novos, Capinzal, Ouro, Xanxerê, Chapecó, Maravilha e São Miguel do Oeste. Foram escolhidas com base nos indicadores do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), de modo a contemplar tanto escolas que apresentam baixos indicadores quanto escolas bem avaliadas, para que os projetos possam englobar casos de sucesso e instituições que demonstram dificuldade em melhorar seus índices de qualidade. Cada escola recebe ao menos um estudante matriculado em Pedagogia, Letras, História, Educação Física, Artes Visuais ou Música.
Esses estudantes auxiliam em trabalhos relacionados ao planejamento do projeto pedagógico; análise do processo de ensino-aprendizagem e de casos didático-pedagógicos; discussão de referenciais teóricos; desenvolvimento, testagem, execução e avaliação de estratégias e instrumentos educacionais, entre outras atividades.

Fonte: Site Unoesc