Unoesc

Notícias › Geral

Pibidianos dos cursos de Pedagogia e Educação Física, da Unoesc Xanxerê, participam de atividade de formação, envolvendo estudo sobre a judicialização das relações entre professor e aluno.

Por:
24 de Agosto

Os Pibidianos dos cursos de Pedagogia e Educação Física, da Unoesc Xanxerê, participaram de uma atividade de formação, envolvendo estudo sobre a judicialização das relações entre professor e aluno. A atividade, segundo as coordenadoras, visou a promover um alerta à classe de educadores, uma vez que a judicialização das relações tem levado ações ao Ministério Público, e inúmeras situações podem ser evitadas com prudência anterior.

— Em uma sociedade em que os direitos têm se ampliado em proporção muito além dos deveres, o profissional da educação tem ficado vulnerável a situações que podem levar a inúmeros prejuízos profissionais. Com isso, a busca de conhecimento dos limites da relação aluno x professor, bem como a utilização de mecanismos de proteção do docente, é imprescindível na formação pedagógica — explica.

A estratégia utilizada permitiu que o Pibidiano, conhecedor da temática, se apresentasse e proporcionou o envolvimento e um maior comprometimento em sua formação. Afinal, inúmeras são as dúvidas dos educadores, e medidas simples podem ser utilizadas para promover uma melhoria dos procedimentos adotados pelo professor em sala de aula, buscando uma padronização.

Essa padronização de procedimentos, por sua vez, evita que situações corriqueiras acabem por afetar o profissional diretamente, com a denúncia infundada cobre comportamentos inadequados dentro da sala de aula, inclusive demonstrando os impactos dessas condutas.

Para o acadêmico Gelson Andrey Zago Togni, participante da atividade, a temática estudada foi de grande relevância na sua vida profissional como futuro professor.

— Conhecemos os nossos direitos e deveres, além de estratégias de prevenções. Vale salientar que esse conhecimento é significativo para a construção de um cidadão consciente de seus direitos e deveres dentro da sociedade em que vivemos — destaca.